Evento reuniu autoridades como  o Secretário de Saúde de Minas, em exercício, Nalton Moreira da Cruz, o Ouvidor Geral do Estado, em exercício, Fernando Máximo e a Ouvidora de Saúde do Estado, Conceição Rezende, entr outros.

Com a proposta de configurar-se como espaço de mediação de conflitos, permitindo ao cidadão avaliar as políticas públicas de saúde e, dessa forma, contribuir para o fortalecimento do Sistema único de Saúde (SUS), foi lançado nessa quinta-feira, 12, pelo Governo do estado, o Sistema Estadual de Ouvidorias do SUS de Minas Gerais (Seos/MG). A solenidade, realizada no Auditório JK, na Cidade Administrativa, reuniu representantes das120 Ouvidorias já estruturadas em todos os pontos da organização do SUS no estado, de forma hierarquizada, descentralizada e sistêmica.

Presente ao evento, a presidente da Fundação Hemominas, Júnia Cioffi, destacou a importância do serviço: “Acho que a Ouvidoria é uma ferramenta que o gestor tem para avaliar o atendimento ao cidadão e, também, a forma mais eficiente e direta de as instituições de saúde se aperceberem de como a população enxerga o atendimento que está sendo feito e, assim, zelar pelo seu aprimoramento”.

A presidente da Fundação, Júnia Cioffi, o vice, Geraldo Guedes, o diretor da PGF, José Flávio Mascarenhas e, ao fundo, as Ouvidoras Adriana Nunes e Márcia Braga: presenças da Hemominas na solenidade - Fotos: Adair Gomez

A Hemominas foi uma das primeiras instituições do estado a instalar Ouvidorias, com duas já em plena atuação: a Ouvidoria SUS da Administração Central e Rede Hemominas tem como responsáveis a médica Adriana Nunes Martins e a psicóloga Ana Maria Valle Rabello; pela Ouvidoria SUS do Hemocentro de Belo Horizonte (HBH) responde Márcia Renata Braga. Ambas participaram da solenidade, bem como o vice-presidente da Fundação, Geraldo Guedes, e o diretor de Planejamento e Finanças, José Flávio Mascarenhas.

Para a ouvidora do HBH, Márcia Braga, a localização espacial da Ouvidoria no Hemocentro permite maior visibilidade do serviço: “Há cerca de um ano em operação, os resultados, até agora, são muito promissores – as manifestações recebidas revelam uma percepção de confiança e seriedade no órgão, que escuta pacientes, servidores e doadores – os usuários do SUS”.

Já segundo Adriana Nunes, “as Ouvidorias do SUS da Hemominas integram o Seos/MG e são um espaço de escuta qualificada em que cidadãs e cidadãos, sejam usuários dos serviços de saúde, trabalhadores ou gestores, apresentem suas percepções em relação aos serviços prestados, produtos ofertados e condições de trabalho, dentre outros aspectos do funcionamento do SUS”. 

Ela acentua que essa conquista não seria possível sem o apoio da Alta Direção da Fundação, da coordenação do HBH, além do empenho e envolvimento da rede Hemominas com seus setores estratégicos, “que são nossos pontos de resposta e parceiros na construção de uma Ouvidoria potente e resolutiva para os cidadãos que utilizam a hemorrede mineira”. 

E conclui:

“Esperamos atuar com sensibilidade e senso profissional para que o atendimento nas Ouvidorias do SUS da Fundação Hemominas e em toda a hemorrede estadual seja cada vez mais acolhedor e humanizado. Trabalhadores, gestores e cidadãos usuários contribuindo com suas manifestações e percepções para a melhoria contínua da qualidade dos serviços e produtos oferecidos pela Fundação Hemominas e efetivação de um SUS humanizado, participativo e cada vez melhor para todos".

Participaram ainda do evento o Secretário de Estado de Saúde de Minas, em exercício, Nalton Moreira da Cruz, o Ouvidor Geral do Estado, em exercício, Fernando Máximo; a Ouvidora de Saúde da Ouvidoria Geral do Estado, Conceição Rezende, entre outras autoridades.

Fale com a Ouvidoria

Presencialmente, por cartas, e-mail, telefone, o cidadão pode: solicitar acesso a atendimento ou a ações e serviços de saúde, bem como pedir instruções, orientações ou esclarecimentos a respeito; elogiar, para demonstrar satisfação ou agradecer por um serviço prestado pelo SUS; sugerir ação considerada útil à melhoria do SUS; relatar insatisfação em relação às ações e aos serviços de saúde, denunciar irregularidade ou indício disso na administração ou no atendimento por entidade pública ou privada de saúde do SUS.

Ouvidoria Geral do Estado (OGE/MG)
Ligar 162 / ouvidoriageral.mg.gov.br

Ouvidoria de Saúde/Ouvidoria Central do SUS
Cidade Administrativa: Rodovia Papa João Paulo II, 4001, Prédio Gerais, 12º andar, Bairro Serra Verde – BH/MG – CEP: 31.630-901

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Ouvidoria do SUS na Fundação Hemominas
Administração Central: Av. Carandaí, 90 – 4º andar / Bairro Sta. Efigênia
BH/MG - CEP: 30.130-060
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Hemocentro de Belo Horizonte:
Al. Ezequiel Dias, 321 – Bairro Sta. Efigênia – BH/MG - CEP: 30130-110
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Gestor responsável: Assessoria de Comunicação Social

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar